Pesquisa

Paixão por Lisboa

No Alto dos Moinhos obtivemos um equilí­brio notável entre espaço livre e edificado, privilegiando amplas zonas verdes pedonais.

 

A maioria dos jardins está isolada do bulício urbano, sem contacto com vias de circulação automóvel.

 

Um esquema cuidadoso de estacionamento privado e público, conjugado com uma distribuição do tráfego automóvel adequada, assegura extensas zonas contínuas reservadas à circulação pedonal.

 

Para o equilí­brio da vida no bairro foram dispostas unidades comerciais ao longo de uma rua sem trânsito automóvel, dotada de agradáveis esplanadas e jardins.

 

Reforçando o funcionamento integrado do Alto dos Moinhos, foram previstas no empreendimento unidades de escritório de pequena e média dimensão.

 

Atingimos assim um grau elevado de auto-suficiência, visando o bem-estar sustentado dos habitantes e visitantes.